Biblioteca Pe. Moreau

Início » Visita autor(a)

Arquivo da categoria: Visita autor(a)

Encontro com Jonas Ribeiro!

Os alunos do 2º ano do Fundamental tiveram um encontro mágico com o escritor Jonas Ribeiro!
Orquestra dos musicos de bremenAutor de mais de 100 livro, Jonas Ribeiro encanta crianças e adultos com sua escrita sensível, que toca o coração e aproxima as pessoas dos livros. Dentre suas publicações está “A orquestra dos músicos de Bremen”, livre versão do clássico “Os músicos de Bremen” dos Irmãos Grimm, e que foi trabalhada com as crianças do 2º ano.
Jonas Ribeiro13Jonas iniciou o encontro brincando de fazer poesia com as letras escolhidas pelas crianças, momento de muita interação e diversão! Depois, utilizando do seu mágico baú de histórias, o escritor fez a contação do livro “A assustadora bola fria e a gata que ninguém via”. Recheada de mistérios, sustos e risos, os alunos ficaram encantados com o jeito de contar histórias do autor que, os envolveu com o enredo, aguçou a curiosidade e instigou a imaginação dos pequenos!
Após a contação, os alunos fizeram diversas perguntas ao autor, tiraram fotos e tiveram seus livros autografados. Um momento lindo a ser lembrado por todos os alunos e professores!

 

 

Encontro com o autor!

O encontro com o autor é um momento muito aguardado pelos alunos e proporcionado pela Biblioteca Pe. Moreau. As turmas recebem a visita do autor de uma obra lida por eles, e durante um bate-papo conhecem a história desse autor, suas inspirações e curiosidades sobre a obra. Confiram os encontros que ocorreram durante o 2º semestre!

 

5º ano – Marcelo Duarte
Marcelo Duarte é jornalista e autor de livros. Ficou conhecido pela série de livros O Guia dos Curiosos”, que começou a ser lançada em 1995 e que já tem nove diferentes volumes. Atualmente, apresenta os programas “Manhã Bandeirantes” e “Você é Curioso?”, na Rádio Bandeirantes, e o “É Brasil Que Não Acaba Mais!”, na BandNews FM.
Marcelo Duarte visitou o colégio para conversar com os alunos do 5º ano do Fundamental sobre o livro “O mistério da figurinha dourada”, uma história de mistério e  investigação envolvendo um álbum de figurinhas da Copa do Mundo.
1006544326Durante a conversa, Marcelo contou que o livro foi inspirado na obra “O gênio do crime” do autor João Carlos Marinho, um de seu ídolos na literatura. Falou, também, sobre sua carreira no jornalismo esportivo, sobre a criação de jogos de tabuleiro, os obstáculos para escrever o primeiro Guia dos Curiosos (época em que não havia internet e redes sociais) e sobre os próximos livros que serão lançados.
Os alunos ficaram envolvidos e atentos durante toda a conversa, um encontro entre alunos curiosos e um autor mais curioso ainda!

 

 

6º ano – Fernando Nuno
Os alunos do 6º ano do Fundamental receberam a visita do escritor Fernando Nuno. Autor, adaptador, tradutor e editor livros, Fernando sempre dedicou sua vida à literatura e, dentre seus trabalhos, organizou a coleção Correndo Mundo, que traz clássicos e personagens da literatura universal adaptados para jovens leitores.
20782329_1GGDentre essas adaptações está a clássica aventura de Robinson Crusoé, escrita no século XVIII por Daniel Defoe, e recontada por Fernando Nuno em linguagem clara e acessível. O livro traz a história de um homem que adorava viajar pelo mundo, conhecer pessoas e lugares diferentes. Entretanto, durante uma viagem, sofre um naufrágio e vai parar sozinho numa ilha deserta, tendo sobreviver e se adaptar à vida longe da civilização.
Nuno conversou com os alunos sobre sua carreira na literatura, as dificuldades e desafios de se adaptar uma obra clássica para a linguagem atual e apresentou alguns de seus outros livros publicados. Relembrou  ainda que, a obra Robinson Crusoé, tão atual quanto às suas reflexões, está completando 300 anos de sua publicação, um verdadeiro clássico da literatura universal!

 

 

7º ano – Luana Chnaiderman
Os alunos do 7º ano do Fundamental fizeram a leitura do livro “Contos de Moçambique” e receberam a visita da escritora Luana Chnaiderman de Almeida, que adaptou os registros feitos pelo fotógrafo italiano Christian Piana durante sua estadia em Moçambique.
91LJhVUoHCLChristian Piana partiu para o interior de Moçambique em busca de contos, mitos e lendas mantidos vivos pela tradição popular. Numa vila sem ruas asfaltadas, de cabanas simples e cercada pela savana, documentou em fotos e gravações as histórias contadas embaixo de árvores ou ao redor do fogo, para crianças e jovens. Todos esses registros foram adaptados pela escritora Luana Chnaiderman e reunidos no livro “Contos de Moçambique”, que traz as narrativas fantásticas e repletas de sabedorias e humor, recolhidas por esse viajante.
Durante o encontro, os alunos fizeram os papeis de apresentadores e entrevistadores e, além da conversa, apresentaram à autora os jogos que criaram no laboratório de informática baseados nos contos lidos. 
Luana falou sobre os desafios de adaptar uma literatura oral para a escrita, especialmente por se tratar de um país que ela nunca visitou e de uma cultura, até então, desconhecida por ela. A escritora tinha em mãos apenas fotos, áudios e vídeos. No entanto, para ela, como professora e pessoa, essa experiência foi extremamente rica. E poder participar de um livro que leva esses contos para dentro da escola, que põe o aluno em contato com essa cultura, é de grande importância e precisa ser compartilhado.

 

 

9º ano – Elisabeth Loibl
Escritora de diversos livros, formada em letras anglo-germânica e arqueologia, Elisabeth Loibl encontrou com os alunos do 9º ano do Fundamental para conversar sobre a obra “Memórias de um adolescente brasileiro na Alemanha nazista”.
A história foi desenhada nas conversas por e-mail entre a escritora e o irmão mais velho, Rudolf. Nas cartas virtuais ele narrou para ela as lembranças dos dez anos mais conturbados de sua vida, dos 8 aos 18 anos, quando viveu na Alemanha durante a Segunda Guerra.
O livro conta que, depois da Primeira Guerra Mundial, a família Loibl deixou a Alemanha, devastada pela guerra, e veio para a América. Após viverem alguns anos no Brasil, os Loibls resolveram retornar ao seu país em 1938, encantados com as promessas do partido de Hitler, que chegara ao poder. Entretanto, não poderiam jamais imaginar as agruras que sofreriam em seu país de origem.
51Tc9XpYJNL._SY445_QL70_Rudolf, o filho nascido no Brasil, sofria constantes agressões na escola, por ser considerado inimigo do Estado alemão. Não havia trabalho, uma hiperinflação afetava o comércio, e o clima era de medo e constante opressão. Diante desse cenário, a família tentou retornar ao Brasil, mas não conseguiu, já que todos os vistos foram cancelados. Depois de uma temporada na Bavária, com parentes, eles conseguiram se mudar para Varsóvia. Mas nem assim ficaram a salvo de bombardeios, intransigência, preconceito, fome e perdas humanas e materiais. Muitos de seus amigos morreram ou desapareceram, e um incêndio destruiu a casa da família.
Durante a conversa, Elisabeth contou que durante muitos anos seu irmão sofreu com os traumas deixados por esse período, e que relatar tudo isso à ela foi uma forma de “colocar para fora” todos esses sentimentos e memórias que o atormentavam. Para a escritora, o livro apresenta a oportunidade de discutir temas universais como a intolerância e a falta de respeito ao próximo, principalmente com os jovens, alertando-os  sobre as consequências desses pensamentos e comportamentos para a humanidade.
Ao final, Elisabeth sorteou alguns outros títulos de sua autoria e autografou os livros doa alunos. Um grande e reflexivo encontro para nossos alunos!

 

 

Encontro entre autores e leitores!

Proporcionar encontros entre alunos e escritores resultam em incríveis trocas de experiências e conversas que vão além do conteúdo do livro, tornando aquele momento único. A Biblioteca Pe. Moreau busca promover, todos os anos, encontros entre autores e alunos, por considerar importante que o aluno conheça a história desse escritor, quais os processos de escrita e criação pelos quais o livro passou, e, principalmente, quais as referências e experiências de vida que esse autor traz de si para dentro de suas obras.
Confiram os encontros, ocorridos este ano, com os alunos da Educação Infantil e Fundamental I:

 

Jardim II – Vanessa Iannicelli
Number nightAs crianças do Jardim II tiveram um divertido encontro com a autora Vanessa Iannicelli, que veio ao colégio para fazer a contação de história, em inglês, do seu livro “Numbers nighty-night”. O livro visa ensinar, de forma lúdica, inglês às crianças através de números, animais, frases de rotina na hora de dormir, como se apresentar e saudações.
Após a contação, os alunos participaram de uma atividade com as ilustrações do livro, onde tinham que falar, em inglês, o nome do animal e o número representados nas imagens. Ao final, fizeram perguntas à autora e cantaram uma música com a teacher Bianca. Um encontro muito gostoso, interativo e informativo!

 

 

 

1º ano – Josca Ailine Baroukh e Lucila Silva de Almeida
Parkendas para brincarBrincar de roda, pular corda, bater palmas e outras brincadeiras tradicionais das crianças sempre são acompanhadas de músicas com rimas contagiantes que grudam na memória: uni duni tê; hoje é domingo, pé de cachimbo…; lá em cima do piano. As parlendas são textos literários orais tradicionais que povoam nossa memória, evocando as sensações da infância: cheiros, sabores, risos, corpos em movimento. No livro “Parlendas para brincar” há parlendas para todos os tipos de brincadeiras: de escolher, de recitar números, de rimar e até de enrolar a língua!
As autoras do livro Josca Ailine Baroukh e Lucila Silva de Almeida vieram ao colégio para conversar com os alunos do 1º ano do Fundamental. Josca conversou com as turmas da manhã e Lucila com as turmas da tarde. As crianças trabalharam o livro em sala e compartilharam suas curiosidades e parlendas preferidas com as autoras. A experiência foi muito rica e divertida, mostrando que podemos aprender brincando com as parlendas, principalmente no que diz respeito à memorização, raciocínio lógico, comunicação e oralidade!

 

 

 

 

3º ano – Olivio Jekupé
TekoaO livro “Tekoa – Conhecendo uma aldeia indígena”, de Olívio Jekupé, foi trabalhado com os alunos do 3º ano do Fundamental. O livro narra a história de Carlos, um menino da cidade que escolhe passar suas férias em uma aldeia, dando a oportunidade ao leitor de conhecer um pouco sobre nossas raízes indígenas, tão importantes na formação de nossa etnia.
Olívio Jekupé, autor descendente do povo tupi-guarani e engajado na questão indígena, encontrou com os alunos para conversar sobre o livro e apresentar algumas questões culturais dos indígenas aos alunos. As crianças fizeram perguntas sobre a vida na aldeia e sobre a profissão de escritor. O autor veio acompanhado de dois de seus filhos, Jeguaká e Tupã Mirim, que também escrevem livros com temática indígena, e apresentaram aos alunos algumas músicas tocadas e cantadas na casa de reza de sua aldeia Krukutu. As crianças ficaram encantadas com esse encontro tão enriquecedor!

 

 

 

4º ano – Silvana Salerno
Os alunos do 4º ano do Fundamental receberam a visita de Silvana Salerno, escritora de literatura para crianças e jovens com mais de 20 livros publicados, dentre eles, o premiado “Viagem pelo Brasil em 52 histórias” que apresenta mitos e lendas das cinco regiões do Brasil.
Viagem ao BrasilSilvana contou aos alunos que, para reunir todas essas histórias, viajou por todo o Brasil. Nas cidades por onde passou, ia recolhendo as histórias mais tradicionais do local através de conversas e pesquisas nas bibliotecas e museus da região. Para Silvana, “o folclore, ou a cultura popular, é um dos modos de expressão que melhor refletem o pensamento, o sentimento e a atuação de um povo. Transmitido oralmente de geração a geração, ele ajuda a compor a memória da nação, e é a memória que nos dá consciência e autoestima.” 
Os alunos fizeram diversas perguntas sobre sua carreira de escritora, sobre seus outros livros publicados e comentaram as lendas que mais gostaram de conhecer. Ao final, Silvana autografou os livros dos alunos e demonstrou toda sua satisfação em poder partilhar desse momento especial com seus leitores.

 

 

5º ano – Heloisa Prieto
1001 fantasmasO livro “1001 fantasmas”, adotado nas turmas do 5º ano do Fundamental, é narrado por meio da correspondência trocada entre as personagens, e traz a história de um garoto que, ao se ver em apuros, recorre aos colegas de uma sociedade milenar, a 1001 Fantasmas. A autora Heloisa Prieto estabelece um diálogo direto e informal com os jovens leitores e se vale de referências da literatura de mistério – à qual presta aberta homenagem – transformando a história em veículo de uma ideia fundamental: crescer não é enxergar o mundo por uma ótica desencantada, mas aprender a conviver com a ideia de que a razão não é capaz de abarcar a totalidade da vida.
Com esse enredo envolvente, o livro instigou a vontade nas crianças por conhecerem a escritora por traz da obra. Heloisa encontrou com os alunos no auditório, que a receberam calorosamente e fizeram diversas perguntas, principalmente, sobre o final em aberto do livro. A autora não o revelou, porém, os surpreendeu ao ler o primeiro capítulo do livro “1002 fantasmas”, ainda não lançado, aguçando ainda mais a curiosidade dos leitores.
Durante a conversa, Heloisa contou sobre sua carreira de escritora, suas inspirações e sobre sua relação com os contos de mistério e terror, herança de família das histórias contadas por sua mãe e sua avó. Sua obra publicada — mais de 70 livros entre contos e romances — abrange contos de fadas, fantasia, ficção, mistério e o relato de mitos e lendas indígenas. 
Ao final do encontro, a autora autografou os livros e tirou fotos com todas as turmas!

 

 

Encontro com Mia Couto!

O Colégio Santa Maria teve a honra de receber a visita do escritor Mia Couto para conversar com os alunos do 8º e 9º ano do Fundamental! 
_A7_5892_15042019_Mia Couto é um expoente da literatura africana. Com obras publicadas em 24 países, atualmente é o escritor moçambicano mais traduzido no exterior. Premiado internacionalmente, inclusive com o Prêmio Camões (2013) e com o Neustadt Prize (2014), é membro correspondente da Academia Brasileira de Letras e apresenta uma farta produção. Seu romance “Terra sonâmbula” é considerado um dos dez melhores livros africanos do século XX.
No Santa Maria, sua obra “A menina sem palavra” é trabalhada na disciplina de Língua Portuguesa com as turmas do 8º ano do Fundamental e o encontro com o autor era aguardado ansiosamente por alunos e professores.
_A7_5938_15042019_A conversa aconteceu no auditório de forma intimista e pessoal. Mia Couto falou sobre sua infância introspectiva e como encontrou na escrita a forma de expressar seus sentimentos e seu modo de ver a vida. Contou também, um pouco sobre a história de Moçambique, a guerra pela qual o país passou e que durou 16 anos, sobre quando lutou clandestinamente pela independência do país, e sobre o recente desastre que acometeu grande parte de sua cidade natal, Beira, com a passagem do Ciclone Idai.
Quanto à sua escrita, Mia Couto falou sobre neologismo (processo de criação de palavras), lirismo e explicou que, quando inicia um conto ele não sabe o que vai acontecer, a história vai sendo escrita e ele vai se descobrindo dentro da narrativa. É um “escritor da terra”, escreve e descreve as próprias raízes do mundo, explorando a própria natureza humana na sua relação umbilical com a terra. A sua linguagem extremamente rica e muito fértil em neologismos, confere-lhe um atributo de singular percepção e interpretação da beleza interna das coisas.
A troca de experiências durante o encontro foi muito rica, tanto para os alunos quanto o para o autor, que expressou sua alegria em poder estar no Brasil e compartilhar suas histórias e conhecimentos com os brasileiros, que para ele “é um povo contador de histórias, assim como, os moçambicanos”.
Confiram abaixo as fotos do encontro e um vídeo com trechos da fala de Mia Couto:

 

 

 

Roda Viva com Alfredo Boulos Jr.!

A equipe do 7º ano do Fundamental, em parceria com a Biblioteca Pe. Moreau, realizou um Roda Viva com o autor Alfredo Boulos Júnior, mestre em História Social, doutorando em Educação, professor da rede pública e particular, e autor da coleção didática “História, Sociedade & Cidadania”.
Roda Viva - Alfredo Boulos13O encontro foi planejado com base no programa Roda Viva e proporcionou a participação de todos os alunos, organizados no seguinte formato: o entrevistado ficou no centro de um círculo formado pelos entrevistadores e pelo público. Os entrevistadores foram posicionados em um tablado, para que ficassem mais altos, e o entrevistado ficou sentado em uma cadeira giratória para que pudesse se posicionar na direção de quem lhe fazia a perguntaDurante a conversa, foram realizadas várias caricaturas do entrevistado, e perguntas foram feitas pelo público através das redes sociais.
Boulos falou sobre sua carreira, seu amor pelo estudo da história, sobre ser historiador e sobre as etapas da elaboração e confecção de uma obra didática. O autor ficou muito feliz em participar desse encontro que foi de grande riqueza para todos os estudantes!

 

 

De frente com o autor: trocas e interações!

O “Encontro com autor” é um projeto da Biblioteca Pe. Moreau em parceria com os níveis no intuito de proporcionar o contato dos alunos com os escritores dos livros trabalhados nas séries. Esses momentos resultam em incríveis trocas de experiências e conversas que vão além do conteúdo do livro, pois, ao conhecer seu autor é possível reconhecer suas motivações e inspirações por trás daquela obra.
No decorrer do segundo semestre, as séries do Ensino Fundamental tiveram a oportunidade de vivenciar esse rico encontro.

 

1º ano EF – Luiz Carlos Sales:
Nas aulas de Biblioteca do 1º ano do Fundamental, os alunos conheceram a cachorrinha Didi e suas incríveis aventuras. A personagem é a protagonista de uma série de livros do escritor Luiz Carlos Sales, que encanta as crianças com suas narrativas ao transmitir valores como amizade, coragem, superação e solidariedade.
downloadEmpolgados com as histórias da Didi, os alunos vivenciaram um momento mágico durante o encontro com o autor, pois, puderam sanar suas curiosidades quanto ao livro e sobre a profissão de escritor. Além disso, ficaram surpresos ao saber que as obras foram inspiradas em uma cadela de verdade que durante muitos anos viveu com o seu dono Luiz. Descobriram também, que os filhos e netos da Didi serviram de inspiração para outras obras publicadas pelo escritor.
O encantamento proporcionado por esse encontro era visível e todas as crianças ficaram felizes ao levarem uma singela lembrança autografada pelo autor!

 

2º ano EF – Lúcia Hiratsuka
download (1)A escritora e ilustradora Lúcia Hiratsuka encontrou com os alunos do 2º ano do Fundamental que leram a sua obra “Festa no Céu / Festa no Mar”. A obra, dividida em 2 partes, traz um conto tradicional brasileiro e um conto tradicional japonês, criando um elo entre as duas culturas.
As crianças estavam ansiosas por esse encontro e fizeram diversas perguntas sobre a trajetória de Lúcia na carreira de escritora e ilustradora. Curiosos também sobre a cultura japonesa, conheceram a família da autora que diversas vezes serviu de inspiração para seus livros ao resgatar histórias contadas por sua avó, avô, pai e mãe.
Como lembrança, Lúcia autografou todos os livros dos alunos com uma linda mensagem!

 

3º ano EF – Cecília Aranha
O livro “Encontro com Portinari” das autoras Cecília Aranha e Rosane Acedo foi trabalhado pelas turmas do 3º ano do Fundamental. O livro apresenta a vida e obra de um dos principais artistas plásticos brasileiro – Candido Portinari.
Encontro-com-Portinari-Rosane-Acedo-136621Cecília Aranha visitou o colégio para conversar com os alunos e ficou impressionada com o conhecimento deles ao falar de Portinari. Durante o encontro, Cecília contou que a ideia da coleção “Encontro com a arte brasileira” veio da dificuldade enfrentada pelas autoras, que são arte-educadoras, em encontrar livros para crianças que falassem sobre os nossos artistas brasileiros. Para coletar as informações sobre Portinari, Cecília explicou o processo de pesquisa, escrita e autorização da família do artista para publicação. Os alunos ficaram surpresos ao saber que o filho de Portinari – João Candido Portinari – auxiliou com o fornecimento de material sobre seu pai para compor o livro.
As informações e conhecimentos trocados durante esse encontro foram de grande riqueza tanto para os alunos quanto para a autora!

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

4º ano EF – Julio Cesar Hidalgo
Como parte do projeto “Eu, cidadão político”, os alunos do 4º ano do Fundamental trabalharam o livro “Constituição em quadrinhos” do advogado e professor universitário Julio Cesar Hidalgo.
livro-constituico-em-quadrinhos-D_NQ_NP_973356-MLB26720964359_012018-FA Constituição é de fundamental importância para o país, além de representar um ato de cidadania, já que é o registro e autenticidade das leis que interferem diretamente as nossas vidas, seja você adulto ou criança. Sendo assim, conhecer a Constituição é extremamente importante e fundamental para despertar em nossos alunos uma postura ativa frente ao país do qual eles também são sujeitos.
Durante o encontro, Julio explicou alguns pontos importantes sobre o Congresso Nacional e o direito ao voto secreto e universal. Os alunos fizeram diversas perguntas sobre os direitos e deveres descritos no livro e debateram a importância das eleições para a consciente escolha de nossos representantes no governo.
O encontro foi finalizado com uma linda foto e os alunos tiveram seus livros autografados pelo autor.

 

4º ano EF – Silvana Salerno
Os alunos do 4º ano do Fundamental foram agraciados com mais um encontro com autor! A escritora Silvana Salerno visitou o colégio para falar sobre suas obras, em especial o livro “Viagem pelo Brasil em 52 histórias”.
download (3)O livro reúne lendas e contos populares tradicionais de nosso país e serviu como base para trabalhar o folclore brasileiro e para a produção do “Almanaque: a reinvenção das brincadeiras tradicionais” de autoria dos alunos.
Silvana contou sobre as viagens que realizou para coletar os contos populares e as curiosidades que descobriu sobre a cultura de cada uma das 5 regiões do Brasil. Apresentou aos alunos também, outras obras de sua autoria e quais os desafios enfrentados ao escrever e publicar livros. Ao final, Silvana autografou os livro e respondeu a uma entrevista exclusiva para o jornal do 4º ano E!

 

5º ano EF – Heloisa Prieto
Heloisa Prieto é autora de mais de 50 livros e foi criada sob duas fortes influências: a do pai, de origem espanhola e sempre cercado de livros; e a da mãe, baiana mais afeita à tradição oral, apreciadora de histórias contadas em volta da fogueira. Como educadora e escritora, Heloisa levou a síntese desses dois mundos até o público infantojuvenil, em livros que se transformaram em sucessos de venda, como o “1001 Fantasmas” que foi lido pelos alunos do 5º ano do Fundamental.
11487_ggHeloisa Prieto contou aos alunos quais foram suas inspirações para se tornar escritora e as histórias de sua vida que a envolveram no mundo da fantasia, dos fantasmas e mistérios. O ponto alto do encontro foi a leitura, em primeira mão, do 1º capítulo do livro “1002 Fantasmas”, ainda não lançado. Heloisa revelou aos alunos que foi após uma visita ao Colégio Santa Maria, no ano passado, que a instigou a escrever esse livro, pois, durante a conversa, diversos alunos a questionaram sobre uma possível continuação do livro “1001 Fantasma”, curiosos por saber o que aconteceu com os personagens depois do fim da história.
Ficamos honrados em saber que nossos alunos participaram de forma tão significativa na concepção desse livro, o que só comprova a importância dessa interação e troca entre alunos e autores proporcionadas por esses momentos!

 

6º ano – Fernando Nuno
A clássica aventura escrita por Daniel Defoe, a obra “Robinson Crusóe” foi trabalhada pelos alunos do 6º ano do Fundamental!
1079080O livro escolhido para leitura foi a adaptação e tradução de Fernando Nuno, o qual classifica os clássicos como “vitamina para o cérebro”, pois, diferentes de uma obra comum, têm a capacidade de resistir ao tempo. Fernando contou aos alunos que para recontar um clássico ele se preparar relendo a obra diversas vezes na língua original, pois, é uma forma de entrar o melhor possível no espírito / intenção da obra, transmitindo-a na nossa língua, de modo bastante compreensível para leitores de quase todas as idades.
“Robinson Crusoé” foi o primeiro clássico que Fernando leu quando criança, na versão adaptada por Monteiro Lobato. A partir daquele dia, apaixonou-se pela leitura das grandes obras da literatura, e hoje dedica-se integralmente, não somente como adaptador e tradutor, mas também como escritor de diversas obras de sua autoria.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

7º ano – Palestra sobre Bullying com João Pedro Roriz
O projeto sobre Bullying e Ciberbullying é desenvolvido no 7º ano do Fundamental durante todo o 2º bimestre. Para complementar o trabalho do projeto, convidamos o escritor infantojuvenil e jornalista João Pedro Roriz para apresentar uma palestra sobre o bullying escolar e quais as ferramentas de combate e prevenção.
fileDurante a palestra, Roriz promoveu uma reflexão sobre a cultura da violência com contextualizações históricas e análises de produtos culturais. Abordou ainda, os tipos de violência, implicações legais, os tipos de bullying, o cyberbullying e os tipos de vítima e agressor.
Os alunos se mostraram envolvidos com a temática, fizeram diversas perguntas e expuseram suas visões perante o tema, em uma conversa aberta e com linguagem acessível. Trazer ao conhecimento, discutir e refletir sobre o assunto é o primeiro passo para prevenir e combater o bullying escolar.
João Pedro Roriz é autor de literaturas infantojuvenis que também tratam sobre essa temática, como: “Bullying – não quero ir pra escola”, “Céu de um verão proibido”, “O mistério de Troia” e “O homem de barbas brancas”.

 

8º ano – Giselda Laporta Nicolelis
download (4)Giselda Laporta Nicolelis é uma escritora brasileira de literatura infantojuvenil reconhecida por mais de 120 títulos publicados. A maior parte de suas obras tratam de conflitos na adolescência, questões sociais, diferenças e preconceitos. Dentre eles, o livro “Pássaro contra vidraça” é trabalhado no 8º ano do Fundamental como parte do projeto de combate às drogas.
Giselda participou de uma conversa com os alunos intitulada “Cara a Cara com Giselda”. Os alunos participantes foram os porta-vozes dos colegas de turma e as perguntas foram previamente feitas pelas salas após a leitura do livro. A entrevista foi gravada e, posteriormente, apresentada para todos os alunos.
O encontro foi muito rico em informações. Giselda falou sobre sua trajetória, sobre a inspiração para a história (uma das cenas do livro aconteceu com ela), sobre o problema das drogas no Brasil e os perigos que ela oferece, além de outras temáticas importantes que ela aborda em seus livros, como: suicídio, bullying, violência, prostituição, preconceito, etc. A autora declarou se sentir muito feliz e realizada com esse encontro, e os alunos se mostraram satisfeitos por poderem vivenciar uma experiência como essa!

 

Semana da Literatura: 33ª Feira de Livros

Feira do Livro_20180914_11A 33ª Feira de Livros do Colégio Santa Maria foi realizada nos dias 13, 14 e 15 de setembro durante a Semana da Literatura, uma das semanas comemorativas dos 70 anos do colégio! 
O tema deste ano foi “Semana da Literatura: 70 anos contando histórias…” e toda a decoração foi pensada de forma a resgatar livros, personagens e clássicos da literatura universal nessas últimas 7 décadas.

 

Visita com os professores
Nos dias 13 e 14, todas as turmas da Educação Infantil ao Fundamental II visitaram a feira acompanhados pelos professores e puderam aproveitar este momento para mergulhar no universo literário, com obras diversificadas dentre mais de 100 editoras.

 

 

Espaço Jovem
O Espaço Jovem, inaugurado este ano para os alunos do Fundamental II, foi uma atração a parte! O espaço foi preparado com obras voltadas especialmente ao público juvenil, contando ainda com a presença de ilustradores da Marvel e DC ComicsAparecido Fernandes Norberto (Cidão) e José Wilson Magalhães – e uma cosplay da personagem Irene do livro “A biblioteca invisível!

 

 

Visita com a família
Já no sábado dia 15, a Feira de Livros recebeu as famílias dos alunos e encantou a todos com as atrações e atividades propostas. Além das 4 livrarias participantes (Casa de Livros, Livros Fácil, Loyola e Distribuidora Casa de Livros), a feira recebeu uma oficina de jogos da Devir Editora, uma oficina de Mangás com caricaturistas, uma oficina da Cola Pritt, um estande da Panini e uma sessão de autógrafos com o autor Luiz Carlos Sales, que lançou seu novo livro “Retalhos” em parceria com os ilustradores Wilson e Cidão.

 

A Feira de Livros reúne toda a comunidade do Santa Maria em prol da valorização da leitura, da imaginação, da fantasia, do encantamento e do conhecimento transmitido através dos livros!