Biblioteca Pe. Moreau

Início » Posts etiquetados como 'Colégio Santa Maria'

Arquivo da tag: Colégio Santa Maria

Encontro com Mia Couto!

O Colégio Santa Maria teve a honra de receber a visita do escritor Mia Couto para conversar com os alunos do 8º e 9º ano do Fundamental! 
_A7_5892_15042019_Mia Couto é um expoente da literatura africana. Com obras publicadas em 24 países, atualmente é o escritor moçambicano mais traduzido no exterior. Premiado internacionalmente, inclusive com o Prêmio Camões (2013) e com o Neustadt Prize (2014), é membro correspondente da Academia Brasileira de Letras e apresenta uma farta produção. Seu romance “Terra sonâmbula” é considerado um dos dez melhores livros africanos do século XX.
No Santa Maria, sua obra “A menina sem palavra” é trabalhada na disciplina de Língua Portuguesa com as turmas do 8º ano do Fundamental e o encontro com o autor era aguardado ansiosamente por alunos e professores.
_A7_5938_15042019_A conversa aconteceu no auditório de forma intimista e pessoal. Mia Couto falou sobre sua infância introspectiva e como encontrou na escrita a forma de expressar seus sentimentos e seu modo de ver a vida. Contou também, um pouco sobre a história de Moçambique, a guerra pela qual o país passou e que durou 16 anos, sobre quando lutou clandestinamente pela independência do país, e sobre o recente desastre que acometeu grande parte de sua cidade natal, Beira, com a passagem do Ciclone Idai.
Quanto à sua escrita, Mia Couto falou sobre neologismo (processo de criação de palavras), lirismo e explicou que, quando inicia um conto ele não sabe o que vai acontecer, a história vai sendo escrita e ele vai se descobrindo dentro da narrativa. É um “escritor da terra”, escreve e descreve as próprias raízes do mundo, explorando a própria natureza humana na sua relação umbilical com a terra. A sua linguagem extremamente rica e muito fértil em neologismos, confere-lhe um atributo de singular percepção e interpretação da beleza interna das coisas.
A troca de experiências durante o encontro foi muito rica, tanto para os alunos quanto o para o autor, que expressou sua alegria em poder estar no Brasil e compartilhar suas histórias e conhecimentos com os brasileiros, que para ele “é um povo contador de histórias, assim como, os moçambicanos”.
Confiram abaixo as fotos do encontro e um vídeo com trechos da fala de Mia Couto:

 

 

 

4º e 5º ano – Aulas de Biblioteca

As turmas do 4º e 5º ano do Fundamental participaram de diferentes Aulas de Biblioteca no decorrer do 2º semestre. As histórias apresentadas trouxeram diferentes temáticas para serem discutidas e instigaram a leitura de diferentes gêneros. Fotos e vídeos de algumas dessas aulas estão expostos a seguir.

 

4º ano – “O caso do espelho” – Ricardo Azevedo
O caso do espelhoA obra “Vou-me embora desta terra, é mentira não vou não” de Ricardo Azevedo, nos apresenta no conto “O caso do espelho” uma história de vida muito simples e engraçada, a qual nos leva a refletir em valores importantes que realmente fazem a diferença na vida de todo ser humano.
Neste conto popular, uma família simples se depara pela primeira vez com um espelho e muitas confusões são geradas por não saberem que aquele objeto apresenta o reflexo de quem o olha.
A história foi encenada de modo cômico, porém, após a contação, os alunos foram instigados a refletir sobre o modo como cada pessoa está propensa a ver aquilo que quer, de acordo com o que lhe é conveniente, e que jamais devemos julgar pelas aparências. Além disso, participaram de uma atividade na qual foram colocados em frente a um espelho para que descrevessem o que vêem em si, além da aparência (pontos positivos e negativos), e apontarem algo que aprenderam a partir da aula.

 

 

4º ano – “A cor da fome” – Jonas Ribeiro
7006913Este livro toca em um dos temas mais discutidos no mundo: a fome e seus resultados nefastos à nossa sociedade. O autor põe voz nessa fome na figura de um migrante que se comunica com a família deixada na terra natal, na tentativa de uma vida melhor. A narrativa foi encenada com o objetivo de despertar no aluno uma postura crítica frente a problemas sociais, sensibilizar o olhar humano para os mais necessitados, e fomentar o desejo e a esperança de um mundo transformado por meio da educação.
Após a contação, foi exibido um vídeo com situações reais sobre a temática e algumas ações que são realizadas para amenizar o problema de quem passa fome no Brasil, mostrando que, apesar dos problemas, devemos ter esperanças e agir para mudarmos a realidade que nos cerca.

 

 

4º e 5º ano – “A eleição da criançada” – Pedro Bandeira
51YscKG+EdLO livro de Pedro Bandeira traz uma interessante história sobre democracia e eleições em um ambiente escolar. As crianças da história se candidatam para representar os interesses dos alunos, porém, nem todos agem corretamente e um deles passa a imitar os maus políticos. Ao final, o candidato adversário tem uma ideia muito inteligente e a escola consegue solucionar o problema.
Com base na narrativa, as turmas foram colocadas para simular uma eleição. Alguns alunos foram escolhidos como candidatos e colocados em um debate para apresentar propostas de melhorias para problemas que se apresentam dentro da comunidade escolar. 
A estratégia funcionou muito bem, dando a possibilidade dos alunos se expressarem e entenderem um pouco acerca de um processo eleitoral, conscientizando-os de sua importância na escolha daqueles que nos representarão politicamente para dar “voz” ao povo.
Assistam ao vídeo abaixo para conhecer algumas das propostas e temas debatidos entre os candidatos:

 

 

 

5º ano – “Cada bicho em seu lugar” – Jonas Ribeiro
3252713O livro apresenta duas famílias com hábitos bem diferentes. A família dos porcos era um exemplo de educação, higiene e limpeza. A família dos humanos, por sua vez, nem tanto. A casa da fazenda era uma bagunça só, faltava comida, o mato crescia sem parar e nada estava no devido lugar. O chiqueiro, ao contrário, era o símbolo da organização e do asseio.
A história mostra como as aparências enganam e que sempre podemos aprender novos hábitos a partir de novas perspectivas, mesmo convivendo com pessoas extremamente diferentes. Além disso, reflete sobre a importância de cuidar bem do ambiente em que se vive, e que o hábito da boa higiene e limpeza traz benefícios em todos os sentidos, inclusive na prevenção contra doenças.
Os alunos expressaram o entendimento sobre a história e alguns desses depoimentos podem ser conferidos no vídeo abaixo:

 

 

Roda Viva com Alfredo Boulos Jr.!

A equipe do 7º ano do Fundamental, em parceria com a Biblioteca Pe. Moreau, realizou um Roda Viva com o autor Alfredo Boulos Júnior, mestre em História Social, doutorando em Educação, professor da rede pública e particular, e autor da coleção didática “História, Sociedade & Cidadania”.
Roda Viva - Alfredo Boulos13O encontro foi planejado com base no programa Roda Viva e proporcionou a participação de todos os alunos, organizados no seguinte formato: o entrevistado ficou no centro de um círculo formado pelos entrevistadores e pelo público. Os entrevistadores foram posicionados em um tablado, para que ficassem mais altos, e o entrevistado ficou sentado em uma cadeira giratória para que pudesse se posicionar na direção de quem lhe fazia a perguntaDurante a conversa, foram realizadas várias caricaturas do entrevistado, e perguntas foram feitas pelo público através das redes sociais.
Boulos falou sobre sua carreira, seu amor pelo estudo da história, sobre ser historiador e sobre as etapas da elaboração e confecção de uma obra didática. O autor ficou muito feliz em participar desse encontro que foi de grande riqueza para todos os estudantes!

 

 

De frente com o autor: trocas e interações!

O “Encontro com autor” é um projeto da Biblioteca Pe. Moreau em parceria com os níveis no intuito de proporcionar o contato dos alunos com os escritores dos livros trabalhados nas séries. Esses momentos resultam em incríveis trocas de experiências e conversas que vão além do conteúdo do livro, pois, ao conhecer seu autor é possível reconhecer suas motivações e inspirações por trás daquela obra.
No decorrer do segundo semestre, as séries do Ensino Fundamental tiveram a oportunidade de vivenciar esse rico encontro.

 

1º ano EF – Luiz Carlos Sales:
Nas aulas de Biblioteca do 1º ano do Fundamental, os alunos conheceram a cachorrinha Didi e suas incríveis aventuras. A personagem é a protagonista de uma série de livros do escritor Luiz Carlos Sales, que encanta as crianças com suas narrativas ao transmitir valores como amizade, coragem, superação e solidariedade.
downloadEmpolgados com as histórias da Didi, os alunos vivenciaram um momento mágico durante o encontro com o autor, pois, puderam sanar suas curiosidades quanto ao livro e sobre a profissão de escritor. Além disso, ficaram surpresos ao saber que as obras foram inspiradas em uma cadela de verdade que durante muitos anos viveu com o seu dono Luiz. Descobriram também, que os filhos e netos da Didi serviram de inspiração para outras obras publicadas pelo escritor.
O encantamento proporcionado por esse encontro era visível e todas as crianças ficaram felizes ao levarem uma singela lembrança autografada pelo autor!

 

2º ano EF – Lúcia Hiratsuka
download (1)A escritora e ilustradora Lúcia Hiratsuka encontrou com os alunos do 2º ano do Fundamental que leram a sua obra “Festa no Céu / Festa no Mar”. A obra, dividida em 2 partes, traz um conto tradicional brasileiro e um conto tradicional japonês, criando um elo entre as duas culturas.
As crianças estavam ansiosas por esse encontro e fizeram diversas perguntas sobre a trajetória de Lúcia na carreira de escritora e ilustradora. Curiosos também sobre a cultura japonesa, conheceram a família da autora que diversas vezes serviu de inspiração para seus livros ao resgatar histórias contadas por sua avó, avô, pai e mãe.
Como lembrança, Lúcia autografou todos os livros dos alunos com uma linda mensagem!

 

3º ano EF – Cecília Aranha
O livro “Encontro com Portinari” das autoras Cecília Aranha e Rosane Acedo foi trabalhado pelas turmas do 3º ano do Fundamental. O livro apresenta a vida e obra de um dos principais artistas plásticos brasileiro – Candido Portinari.
Encontro-com-Portinari-Rosane-Acedo-136621Cecília Aranha visitou o colégio para conversar com os alunos e ficou impressionada com o conhecimento deles ao falar de Portinari. Durante o encontro, Cecília contou que a ideia da coleção “Encontro com a arte brasileira” veio da dificuldade enfrentada pelas autoras, que são arte-educadoras, em encontrar livros para crianças que falassem sobre os nossos artistas brasileiros. Para coletar as informações sobre Portinari, Cecília explicou o processo de pesquisa, escrita e autorização da família do artista para publicação. Os alunos ficaram surpresos ao saber que o filho de Portinari – João Candido Portinari – auxiliou com o fornecimento de material sobre seu pai para compor o livro.
As informações e conhecimentos trocados durante esse encontro foram de grande riqueza tanto para os alunos quanto para a autora!

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

4º ano EF – Julio Cesar Hidalgo
Como parte do projeto “Eu, cidadão político”, os alunos do 4º ano do Fundamental trabalharam o livro “Constituição em quadrinhos” do advogado e professor universitário Julio Cesar Hidalgo.
livro-constituico-em-quadrinhos-D_NQ_NP_973356-MLB26720964359_012018-FA Constituição é de fundamental importância para o país, além de representar um ato de cidadania, já que é o registro e autenticidade das leis que interferem diretamente as nossas vidas, seja você adulto ou criança. Sendo assim, conhecer a Constituição é extremamente importante e fundamental para despertar em nossos alunos uma postura ativa frente ao país do qual eles também são sujeitos.
Durante o encontro, Julio explicou alguns pontos importantes sobre o Congresso Nacional e o direito ao voto secreto e universal. Os alunos fizeram diversas perguntas sobre os direitos e deveres descritos no livro e debateram a importância das eleições para a consciente escolha de nossos representantes no governo.
O encontro foi finalizado com uma linda foto e os alunos tiveram seus livros autografados pelo autor.

 

4º ano EF – Silvana Salerno
Os alunos do 4º ano do Fundamental foram agraciados com mais um encontro com autor! A escritora Silvana Salerno visitou o colégio para falar sobre suas obras, em especial o livro “Viagem pelo Brasil em 52 histórias”.
download (3)O livro reúne lendas e contos populares tradicionais de nosso país e serviu como base para trabalhar o folclore brasileiro e para a produção do “Almanaque: a reinvenção das brincadeiras tradicionais” de autoria dos alunos.
Silvana contou sobre as viagens que realizou para coletar os contos populares e as curiosidades que descobriu sobre a cultura de cada uma das 5 regiões do Brasil. Apresentou aos alunos também, outras obras de sua autoria e quais os desafios enfrentados ao escrever e publicar livros. Ao final, Silvana autografou os livro e respondeu a uma entrevista exclusiva para o jornal do 4º ano E!

 

5º ano EF – Heloisa Prieto
Heloisa Prieto é autora de mais de 50 livros e foi criada sob duas fortes influências: a do pai, de origem espanhola e sempre cercado de livros; e a da mãe, baiana mais afeita à tradição oral, apreciadora de histórias contadas em volta da fogueira. Como educadora e escritora, Heloisa levou a síntese desses dois mundos até o público infantojuvenil, em livros que se transformaram em sucessos de venda, como o “1001 Fantasmas” que foi lido pelos alunos do 5º ano do Fundamental.
11487_ggHeloisa Prieto contou aos alunos quais foram suas inspirações para se tornar escritora e as histórias de sua vida que a envolveram no mundo da fantasia, dos fantasmas e mistérios. O ponto alto do encontro foi a leitura, em primeira mão, do 1º capítulo do livro “1002 Fantasmas”, ainda não lançado. Heloisa revelou aos alunos que foi após uma visita ao Colégio Santa Maria, no ano passado, que a instigou a escrever esse livro, pois, durante a conversa, diversos alunos a questionaram sobre uma possível continuação do livro “1001 Fantasma”, curiosos por saber o que aconteceu com os personagens depois do fim da história.
Ficamos honrados em saber que nossos alunos participaram de forma tão significativa na concepção desse livro, o que só comprova a importância dessa interação e troca entre alunos e autores proporcionadas por esses momentos!

 

6º ano – Fernando Nuno
A clássica aventura escrita por Daniel Defoe, a obra “Robinson Crusóe” foi trabalhada pelos alunos do 6º ano do Fundamental!
1079080O livro escolhido para leitura foi a adaptação e tradução de Fernando Nuno, o qual classifica os clássicos como “vitamina para o cérebro”, pois, diferentes de uma obra comum, têm a capacidade de resistir ao tempo. Fernando contou aos alunos que para recontar um clássico ele se preparar relendo a obra diversas vezes na língua original, pois, é uma forma de entrar o melhor possível no espírito / intenção da obra, transmitindo-a na nossa língua, de modo bastante compreensível para leitores de quase todas as idades.
“Robinson Crusoé” foi o primeiro clássico que Fernando leu quando criança, na versão adaptada por Monteiro Lobato. A partir daquele dia, apaixonou-se pela leitura das grandes obras da literatura, e hoje dedica-se integralmente, não somente como adaptador e tradutor, mas também como escritor de diversas obras de sua autoria.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

7º ano – Palestra sobre Bullying com João Pedro Roriz
O projeto sobre Bullying e Ciberbullying é desenvolvido no 7º ano do Fundamental durante todo o 2º bimestre. Para complementar o trabalho do projeto, convidamos o escritor infantojuvenil e jornalista João Pedro Roriz para apresentar uma palestra sobre o bullying escolar e quais as ferramentas de combate e prevenção.
fileDurante a palestra, Roriz promoveu uma reflexão sobre a cultura da violência com contextualizações históricas e análises de produtos culturais. Abordou ainda, os tipos de violência, implicações legais, os tipos de bullying, o cyberbullying e os tipos de vítima e agressor.
Os alunos se mostraram envolvidos com a temática, fizeram diversas perguntas e expuseram suas visões perante o tema, em uma conversa aberta e com linguagem acessível. Trazer ao conhecimento, discutir e refletir sobre o assunto é o primeiro passo para prevenir e combater o bullying escolar.
João Pedro Roriz é autor de literaturas infantojuvenis que também tratam sobre essa temática, como: “Bullying – não quero ir pra escola”, “Céu de um verão proibido”, “O mistério de Troia” e “O homem de barbas brancas”.

 

8º ano – Giselda Laporta Nicolelis
download (4)Giselda Laporta Nicolelis é uma escritora brasileira de literatura infantojuvenil reconhecida por mais de 120 títulos publicados. A maior parte de suas obras tratam de conflitos na adolescência, questões sociais, diferenças e preconceitos. Dentre eles, o livro “Pássaro contra vidraça” é trabalhado no 8º ano do Fundamental como parte do projeto de combate às drogas.
Giselda participou de uma conversa com os alunos intitulada “Cara a Cara com Giselda”. Os alunos participantes foram os porta-vozes dos colegas de turma e as perguntas foram previamente feitas pelas salas após a leitura do livro. A entrevista foi gravada e, posteriormente, apresentada para todos os alunos.
O encontro foi muito rico em informações. Giselda falou sobre sua trajetória, sobre a inspiração para a história (uma das cenas do livro aconteceu com ela), sobre o problema das drogas no Brasil e os perigos que ela oferece, além de outras temáticas importantes que ela aborda em seus livros, como: suicídio, bullying, violência, prostituição, preconceito, etc. A autora declarou se sentir muito feliz e realizada com esse encontro, e os alunos se mostraram satisfeitos por poderem vivenciar uma experiência como essa!

 

Semana da Literatura: 33ª Feira de Livros

Feira do Livro_20180914_11A 33ª Feira de Livros do Colégio Santa Maria foi realizada nos dias 13, 14 e 15 de setembro durante a Semana da Literatura, uma das semanas comemorativas dos 70 anos do colégio! 
O tema deste ano foi “Semana da Literatura: 70 anos contando histórias…” e toda a decoração foi pensada de forma a resgatar livros, personagens e clássicos da literatura universal nessas últimas 7 décadas.

 

Visita com os professores
Nos dias 13 e 14, todas as turmas da Educação Infantil ao Fundamental II visitaram a feira acompanhados pelos professores e puderam aproveitar este momento para mergulhar no universo literário, com obras diversificadas dentre mais de 100 editoras.

 

 

Espaço Jovem
O Espaço Jovem, inaugurado este ano para os alunos do Fundamental II, foi uma atração a parte! O espaço foi preparado com obras voltadas especialmente ao público juvenil, contando ainda com a presença de ilustradores da Marvel e DC ComicsAparecido Fernandes Norberto (Cidão) e José Wilson Magalhães – e uma cosplay da personagem Irene do livro “A biblioteca invisível!

 

 

Visita com a família
Já no sábado dia 15, a Feira de Livros recebeu as famílias dos alunos e encantou a todos com as atrações e atividades propostas. Além das 4 livrarias participantes (Casa de Livros, Livros Fácil, Loyola e Distribuidora Casa de Livros), a feira recebeu uma oficina de jogos da Devir Editora, uma oficina de Mangás com caricaturistas, uma oficina da Cola Pritt, um estande da Panini e uma sessão de autógrafos com o autor Luiz Carlos Sales, que lançou seu novo livro “Retalhos” em parceria com os ilustradores Wilson e Cidão.

 

A Feira de Livros reúne toda a comunidade do Santa Maria em prol da valorização da leitura, da imaginação, da fantasia, do encantamento e do conhecimento transmitido através dos livros!

 

 

3º ano – Conversa com Olívio Jekupé

O escritor indígena Olívio Jekupé visitou o Colégio Santa Maria para conversar com os alunos do 3º ano do Ensino Fundamental, os quais fizeram a leitura de seu livro “Tekoa – Conhecendo uma aldeia indígena”.
TekoaO livro narra a história de um menino da cidade que escolhe passar suas férias em uma aldeia. Essa experiência faz com que o personagem, e o aluno-leitor, tenham a oportunidade de conhecer um pouco sobre nossas raízes indígenas, tão importantes na formação de nossa etnia.
Olívio Jekupé é escritor indígena do povo Guarani e mora na aldeia Krukutu, em Parelheiros. É membro do Núcleo dos Escritores e Artistas Indígenas (Nearin) e, foi um dos fundadores da Associação Guarani Nhe’en Porã. Em seus livros, aproveita a tradição oral, transcrevendo histórias de seu povo.
Os alunos ficaram curiosos por conhecer mais sobre os costumes indígenas e realizaram diversas perguntas ao autor que estava acompanhado de dois de seus filhos, Jekupé Mirim e Werá Jeguaká Mirim, que também é escritor e rapper, mais conhecido como Kunumí MC. Ao final do encontro, eles cantaram uma música indígena tradicional na casa de reza de sua aldeia.

 

 

 

JDI e II – Parábolas de Jesus

No mês de maio, o Colégio Santa Maria está realizando a Semana da Espiritualidade, uma das semanas comemorativas dos 70 anos do colégio. Para trabalhar a espiritualidade com as turmas da Educação Infantil, foram apresentadas aos alunos algumas das Parábolas de Jesus, narrativas breves, utilizadas nas pregações e sermões de Jesus com a finalidade de transmitirem ensinamentos.

 

Jardim I – O Bom Samaritano
Bom SamaritanoNas aulas de Biblioteca, o Jardim I conheceu a Parábola do Bom Samaritano, uma história que Jesus contou para explicar sobre amar o próximo sem preconceitos. Na parábola, o samaritano poderia ter ficado feliz com o sofrimento do homem, porque os judeus eram inimigos dos samaritanos. Mas o samaritano não viu um inimigo ou um problema. Ele viu um homem como ele, que precisava de ajuda. Ele não ficou indiferente, ele ajudou. O samaritano amou de verdade. A parábola foi encenada aos alunos e pode ser assistida no vídeo abaixo:

 

 

Jardim II – O Semeador
SemeadorPara as turmas do Jardim II foi apresentada a  Parábola do Semeador. Nesta história, um semeador deixou caírem sementes no caminho, em terreno rochoso e entre os espinhos, e elas se perderam, mas quando as sementes caíram em boa terra, cresceram e multiplicaram-se. A parábola do semeador nos adverte a respeito das circunstâncias e atitudes que podem impedir qualquer pessoa que tenha recebido a semente da mensagem do evangelho de produzir uma boa colheita. O resultado que a semente da Palavra terá dependerá do solo, dos corações daqueles que ouvem a Palavra. A parábola encenada pode ser conferida no vídeo abaixo: